quinta-feira, 22 de julho de 2010

COISAS LEGAIS QUE ACONTECERAM NA MINHA VIDA OU MESTRADO EM ARQUEOLOGIA AÍ VOU EU!

Foram muitas dúvidas até ter certeza. Naquela fase difícil de pegar a lista de cursos da universidade e não saber o que fazer, afinal é a decisão de como irá construir o seu futuro ou " o que vai ser quando crescer?" E como saber o que se é ou que se quer ser quando crescer? Ou ainda como definir o que se é pela profissão que se escolhe? Quando me perguntam o que eu faço gosto de brincar " meu namorado e minha irmã adoram o capelleti ao molho branco que cozinho". No meio da dúvida tropecei, mas uma certa vontade, uma afinidade, um desejo começava a se construir dentro de mim. Enfim decidi "serei arqueóloga!"...eureca!?  Não. Ouvi muitos risos de pouco caso, comentários maldosos, e muitas, mas muitas mesmo, vezes que isso não era para mim e que eu nunca conseguiria. E isso me impulsionou, me fez querer mais ainda correr atrás, foram quatro anos cursando a graduação e acreditando, por um tempo sozinha, depois com algumas, poucas, pessoas acreditando em mim, uma força enfim. E o meu amor e o respeito pelo ofício de arqueólogo só cresceu.
Mas, além de conhecer esse ofício eu me reconheci nele, a arqueologia não é só o que eu faço, faz parte de mim. Eu tenho muito a aprender e estou disposta a isso. Faz um mês que fui aprovada na seleção de mestrado em antropologia com concentração em arqueologia e 5 dias que voltei de campo para casa, em breve começarão as aulas e só irei a campo para a pesquisa da dissertação, uma pausa necessária e a certeza cada vez mais forte de que este é o meu caminho. E eu estou muito feliz mesmo por isso tudo.
Pensamento do dia: Não sou nada. Nunca serei nada. Não posso querer ser nada. À parte isso tenho em mim todos os sonhos do mundo.  Do poema Tabacaria de Álvaro de Campo heterônimo de Fernando pessoa. Porque eu me alimento de sonhos.
Bom fim de semana a todos. Flores para vocês.



Imagem: Google images.

2 comentários:

Diu Mota disse...

É preciso muita força pra defender a nossa verdade. Parabéns.

inté

Petitinha disse...

Obrigada Diu, eu tento defender minhas verdades sempre.